RJ – A força da luta contra o racismo tomou conta da Sapucaí em belo desfile da Paraíso do Tuiuti

Oriunda de São Cristóvão o Paraiso do Tuiuti foi a quinta escola, desta segunda e última noite de desfiles do Grupo Especial.

Voltando para escola, onde foi vice-campeão o carnavalesco Jack Vasconcelos, a posta em uma homenagem para brigar pelo título. A escola de São Cristóvão entrou na avenida homenageando a vida e história de João Cândido, que se empenhou na luta contra os maus-tratos, a má alimentação e as chibatas sofridas pelos homens negros na Marinha do Brasil.

A comissão de frete coreografada por Claudia Mota e Edifranc Alves, trouxe do mar do passado um “tesouro” da nossa história: João Cândido Felisberto, o Almirante Negro, foi elevado ao patamar de grande herói e aclamado o maior herói da pátria.

Raphael Rodrigues e Dandara Ventapane, o primeiro casal de mestre-sala e porta-bandeira, com vestimenta em vários tons de azul para representar calunga grande, o mar. O casal deu um show!

Fogo e Fúria a fantasia de Mayara Lima, Rainha da bateria de Mestre Marcão, que estava com seus ritmistas vestidos de marujos.

O intérprete Pixulé, estreando na escola, teve o coro, luxuosos, do público do setor 1 quando cantou, no esquenta, o samba enredo de 2019.

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp