RJ – Grande Rio emite nota de repúdio contra intolerância sofrida por mulher que ouvia samba enredo sobre Exú

Após a veiculação de reportagem ontem, através do RJTV, retratando violência sofrida por Bruna Domingues Vaz, que perdeu a visão de um olho, o Academicos do Grande Rio emitiu nota de repúdio ao ato.

A manicure foi atacada com um facão por um desconhecido, incomodado com o samba enredo, que celebra o Orixá Exu, com qual a escola se sagrou campeã do carnaval carioca, O caso foi registrado em Itaboraí, e o agressor está foragido há quase seis meses.

A vítima disse que estava ouvindo o samba dentro de casa, quando o agressor, que estava num bar do outro lado da rua, iniciou uma confusão.

Cheguei lá e perguntei a ele qual era o problema. A gente tava no nosso horário, o porquê da ironia de falar se a gente era macumbeiro ou pagodeiro. Ali ele se exaltou e veio para cima de mim”, contou Bruna

A região com maior número de ocorrências de intolerância religiosa no estado do Rio de Janeiro é a capital, seguida pela Baixada Fluminense. A diretoria da tricolor de caxias acompanha com extrema atenção o caso, e se diz confiante nas autoridades na busca pelo criminoso.

Números do Instituto de Segurança Pública (ISP) mostram que, em 2021, o estado do Rio registrou aumento de 11,7% nos casos gerais de intolerância religiosa em relação a 2020. No ano passado, foram 1.564 ocorrências. Vitimas devem denunciar casos de intolerância pelo número 1746.

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp