RJ – Pronta para lançar o enredo, Imperatriz apresenta seu forte elenco para o carnaval de 2023

Décima colocada no carnaval de 2022, a Imperatriz Leopoldinse se reforçou, com uma verdadeira seleção de craques, para conquistar mais um campeonato em sua galeria de oito titulos no Grupo Especial do Rio de janeiro.

A Rainha de Ramos foi ao mercado e touxe de volta o carnavalesco Leandro Vieira e o Mestre Sala Phelipe Lemos; contratou o coreógrafo Marcelo Misailidis e o intérprete Pitty de Menezes; além de renovar com a Porta Bandeira Raphaela Theodoro e o Mestre de Bateria, Lolo. No comando do carnaval também tem novidades, o novo diretor de carnaval da verde e branco de Ramos é Mauro Amorim. Os oordenadores são André Bonatte, Gabriel Mello e Pedro Henrique Leite. Na direção de harmonia, Thiago Santos e Paulo Brandão.

Carnavalesco – Leandro Vieira

Foto: Luciano Belford/Agencia O Dia

Leandro Vieira, bi campeão no Grupo Especial e bi Campeão na Série Ouro do carnaval carioca está de volta a Imperatriz Leopoldinense. O trabalho na Imperatriz não vai ser novidade para Leandro, que em 2020, fez uma releitura de um desfile clássico da escola. Com o enredo “Só dá Lalá”, Leandro levou a Imperatriz, que tinha sido rebaixada em 2019, de volta à elite das escolas de samba do Rio de Janeiro.

Artista plástico formado pela Escola de Belas Artes da UFRJ, Leandro atua na cena carnavalesca desde 2015, quando despontou ao assinar um belissimo desfile na Caprichosos de Pilares. O feito propocionou o convite para assumir os projetos artísticos da Estação Primeira de Mangueira, onde conquistou dois campeonatos: Em 2016, com “Maria Bethânia – A menina dos olhos de Oyá” e em 2019, com o inesquecível “História pra ninar gente grande

Em 2022, o carnavalesco foi campeão com o Imperío Serrano, ajudando mais uma potencia retornar ao Grupo Especial. Nos seis ultimos carnavais assinados por Leandro no Grupo Especial, com a Estação Primeira de Mangueira, o artista alcançou 18 notas máximas, das 26 possiveis, em Fantasias, com aproveitamento de 70% diante dos julgadores do quesito. Em Alegorias e Adereços, desde 2016, o carnavalesco recebeu 15 notas máximas das 26 possiveis. No quesito Enredo, Vieira foi avaliado com 19 notas máximas em 26 possiveis, com a incrível marca de 75% de excelencia no quesito, desde sua estreia.

Em contrapartida, em 2022, a Imperatriz, projetada pela carnavalesca Rosa Magalhaes, perdeu 0.7 décimos em Fantasias, 0.5 décimos em Alegorias e 0.1 décimo no Enredo sobre Arlindo Rodrigues. O projeto da Imperatriz para 2023 já esta definido e Leandro, um internauta atuante, vem dando alguns enigmas do que será o enredo da Rainha de Ramos para o carnaval de 2023.

Coreógrafo Comissão de Frente – Marcelo Misailidis

Foto: Ana Branco / Agência O Globo

Mais um reforço para 2023, o coreógrafo Marcelo Misailidis saiu da Beija Flor de Nilópolis para desembarcar em Ramos. Missailidis chega a Ramos com toda a sua experiência, trazendo as inovações que o consolidaram como uma das referencia no quesito Comissão Frente.

Misailidis é uruguaio, mas se mudou para o Rio de Janeiro na década de 80, iniciando seus estudos de dança em 1986. Tornou-se rapidamente um dos bailarinos de maior evidência no cenário da dança brasileira, o que lhe valeu o convite para integrar o corpo de baile do Theatro Municipal do Rio de Janeiro. Sendo, na época, o mais jovem bailarino da história do Municipal a ocupar o cargo de primeiro bailarino. Ingressou no carnaval carioca a partir de 1998, e de lá pra cá, foram diversos premios recebidos e inumeras notas máximas no julgamento oficial.

Desde 2014 na Beija Flor de Nilópolis, Misailidis recebeu 22 notas máximas das 34 aplicadas pelos jurados nestes oito ultimos carnavais da escola de Nilópolis. Um aproveitamento de 65% de notas 10. Em 2022, a Imperatriz, sua nova casa, considerando apenas as notas válidas, pedeu 0.6 décimos neste mesmo quesito.

Em 2022, a comissão de Frente da Imperatriz foi comandada pelo coreógrafo Thiago Soares.

Primeiro Casal de Mestre Sala e Porta Bandeira – Rafaela Theodoro e Phellipe Lemos

Reprodução

O primeiro casal de mestre-sala e porta-bandeira da Imperatriz Leopoldinense para o carnaval de 2023 é fomado por Phelipe Lemos e Rafaela Theodoro, dupla que retoma a parceria após sete anos separada.

Lemos e Theodoro dançaram na verde, branco e ouro de 2011 a 2015. Juntos, Phelipe e Rafaela já gabaritaram o quesito e conquistaram dezenas de prêmios da mídia especializada ao longo dos anos.

Lemos e Theodoro, na Imperatriz, receberam todas notas máximas em 2014 – Foto: Nelson Perez | Riotur

Rafaela Theodoro, é a primeira porta-bandeira da Imperatriz desde 2011, quando saiu do cargo de segunda porta-bandeira da Vila Isabel e foi direto defender o pavilhão de uma das escolas mais tradicionais do carnaval carioca, que por muitos anos teve como defensora uma das maiores da história: Maria Helena. Em 2022, ao lado Thiaguinho Mendonça, Rafaela perdeu 0.3 décimos das notas válidas no quesito.

No desfile de 2022 Raphaela fez dupla com Thiaguinho mendonça – Foto Alexandre Macieira

Carinhosamente chamado de Golden Boy, o Menino de Ouro Phelipe Lemos está de volta a escola onde iniciou sua brilhante carreira. Dono de notável talento na dança, Phelipe conquistou os corações dos torcedores da Imperatriz em sua primeira passagem pela escola. Em 2022, fazendo dupla com Denadir na Unidos da Tijuca, Phelipe perdeu 0.2 décimos das notas válidas no mapa de apuraçao.

Foto – Gabriel Monteiro

O pavilhão da Imperatriz foi defendido pelo lendário casal Chiquinho e Maria Helena, falecida recentemente, por muitos anos, fazendo com que hoje a Imperatriz Leopoldinense seja reconhecida como referencia no quesito. Rafaela e Phellipe pretendem mostrar em 2023 que a tradição em Ramos se mantém.

Chiquinho ao lado da mãe, e parceira, Maria Helena no ultimo desfile da grande dama pela imperatriz – Foto Marcos Ferraz

A verde e branco contratou a Diretora de Movimento Ana Paula que chega à Ramos para auxiliar o novo casal de Mestre-Sala e Porta-Bandeira.

Reprodução

Mestre de Bateria – Lolo

Mestre Lolo, seus ritmistas e a Rainha Iza – Reprodução

Mestre Lolo continua na Imperatriz Lepoldinense para o carnaval de 2023. Lolo, começou escrever sua história no carnaval carioca no ano de 2007 quando assumiu, como regente principal, o comando da bateria da Escola de samba Vizinha Faladeira.

Desde 2016 no comando bateria da Imperatriz Leopolodinense, logo na estreia gabaritou com 10 em todas as cabines. Repetiu o grande feito em 2017. Em 2018 teve apenas uma nota diferente de 10, um 9,9 descartado. No desfile de 2019, que acarretou no rebaixamento da escola, Lolo foi o unico a garantir os 30 pontos ( com os descartes) entre todos os quesitos da verde e branca.

A Swing da Leolpoldina é considerada uma das melhores baterias do Rio – Foto – Marco Antonio Teixeira

A bateria da Rainha de Ramos, sob o comando de Lolo, manteve a grande perfomance nos dois ultimos carnavais, onde conquistou todas as notas máximas necessárias para gabaritar o quesito. Desde que Lolo assumiu a bateria da Imperatriz, foram 23 notas máximas das 25 recebidas pelo juri da Liesa. Um excelente aproveitamento de 92% de excelencia no quesito.

A cantora Iza esteve no cargo de Rainha de bateria da Imperatriz nos dois ultimos carnavais – Foto Alexandre Macieira

Intérprete – Pitty de Menezes

Reprodução

Luiz Fellype de Menezes Alves, o Pitty de Menezes, intérprete que cantou pela Unidos do Porto da Pedra no Rio, e Estrela do Terceiro Milênio em São Paulo, vai cantar na Imperatriz Leopoldinense no Carnaval de 2023. 

Pitty iníciou sua trajetória no samba e no carnaval na Virando Esperança, escola mirim da Unidos do Viradouro, aos 16 anos de idade, onde ganhou a oportunidade de fazer parte do carro de som da vermelha e branca de Niterói, como apoio do intérprete da escola da época, Dominguinhos do Estácio. A primeira escola onde empunhou o microfone principal foi na Sereno de Campo Grande, pela Série C no ano de 2016.

Reprodução

Em 2019, foi convidado para cantar na Unidos do Porto da Pedra, dividindo o microfone com o intérprete Luizinho Andanças. Em 2020, aos 28 anos de idade, estreou na Sapucaí como cantor principal sozinho, também na Porto da Pedra, onde ficou até 2022 para chegar a Imperatriz Leopoldinense.

Desde 2022, também cantou na Estrela do Terceiro Milênio em São Paulo, ao lado de Grazzi Brasil. Em sua estreia no Anhembi, já foi pé quente, sendo campeão do Grupo de Acesso I, subindo pro Grupo Especial em 2023.

Foto Felipe Araújo/Liga SP

Com atuações nos times de canto da Viradouro, Vila Isabel, Renascer de Jacarepaguá e Unidos daTijuca, além de liderar os carros de som da Sereno de Campo Grande e da Porto da Pedra, todas no Rio de Janeiro, Pitty contabiliza 15 anos de carreira um campeonato e três vices pela Viradouro.

Direção de Harmonia e Carnaval

A Imperatriz Leopoldinense montou um verdeiro time para cuidar da direção de Carnaval, harmonia e Evolução da escola. A maioria deles, envolvidos diretamente na grande apresentação da escola no ultimo desfile. O novo Diretor de Carnaval da verde e branco de Ramos é Mauro Amorim, ex diretor de harmonia da Viradouro, onde esteve entre 2019 e 2022, conquistando um vice e o campeonato de 2020.

Novo Diretor de Carnaval , Mauro Amorim – Reprodução

Os Coordenadores de Carnaval para 2023 são André Bonatte, Gabriel Mello, Roni Jorge e Pedro Henrique Leite, e seus Diretores de Harmonia Thiago Santos e Paulo Brandão.

Das notas válidas no quesito harmonia, no desfile de 2022, a Imperatriz, perdeu 0.3 décimos no quesito Harmonia. Em Evolução, quesito que onde apenas a Unidos do Viradouro e a Beija Flor de Nilópolis conseguiram alcançar as tres notas máximas, a Imperatriz também perdeu 0.3 décimos na apuração do carnaval carioca.

Os anunciados iniciam a nova temporada focados em corrigir os erros apontados pelos julgadores oficiais, no ultimo desfile, rumo a mais uma grande apresentação da Rainha de Ramos, que vem forte para brigar pelo seu nono titulo no Grupo Especial no carnaval de 2023.

Festa de Apresentação

No próximo domingo (05.06), será realizada a apresentação oficial da equipe da Imperatriz Leopoldinense para o Carnaval de 2023. O evento será na tradicional feijoada com um show do cantor Dudu Nobre. A festa será na quadra da Escola e contará também com exibição do ‘Pagode do Mestre Lolo’ e de todos os segmentos da “Rainha de Ramos“. Os portões abrem às 13h e os ingressos custam a partir de R$ 20,00.

A quadra da Imperatriz fica na Rua Professor Lacê, 235, Ramos, Zona Norte do Rio, próximo à estação de trem do bairro.

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp