RJ – Unidos do Viradouro: 78 Anos de Glórias em Niterói e no Sambódromo do Rio de Janeiro

Em 24 de junho de 1946, no quintal de Nelson dos Santos, o “Jangada“, em Niterói, um sonho grandioso tomava forma: nascia a Unidos do Viradouro. Desde então, a escola trilhou um caminho de conquistas e superação, tecendo sua história no carnaval.

Dominando a Folia Niteroiense:

Sua estreia no Carnaval de Niterói em 1947 foi o pontapé inicial para uma era de ouro na cidade. Nos 39 anos seguintes, a Viradouro se consagrou como a grande campeã niteroiense, conquistando 18 títulos entre 1949 e 1984.

Conquistas e Desafios no Rio de Janeiro:

Em 1964 e 1965, a escola participou dos desfiles do Rio de Janeiro na então 3ª divisão, mas as colocações não foram favoráveis. O retorno definitivo para a capital fluminense aconteceu em 1986.

Estreando no Grupo 4, a Viradouro subiu degrau a degrau, alcançando o título do Grupo 1 em 1990 com o enredo “Só Vale o Escrito“. Em 1991, sob a presidência de José Carlos Monassa, que liderou a agremiação até 2005, a escola subiu para o Grupo Especial e estreou na elite com enredo “Bravo! Bravíssimo! – Dercy Gonçalves, o Retrato de um Povo”.

No ano seguinte, apesar da beleza do desfile sobre os ciganos, um incêndio em uma de suas alegorias marcou o final do cortejo, um momento dramático que a escola superou com garra e determinação.

A Glória do Primeiro Título e os Altos e Baixos:

Após um ano difícil em 1996, a redenção veio em 1997 com o enredo “Trevas, luz, a explosão do Universo“, de Joãozinho 30, consagrando a Viradouro campeã do Grupo Especial pela primeira vez.

Nos anos seguintes, a escola colecionou desempenhos variados, incluindo rebaixamentos e retornos ao Grupo Especial. Em 2019, com um desfile emocionante assinado por Paulo Barros, a Viradouro se destacou com o vice-campeonato na elite do carnaval carioca.

2020 e 2024: A Bicampeã e a Tricampeã

Em 2020, a Viradouro reafirmou sua força e conquistou seu segundo título no Grupo Especial com o enredo “Viradouro de Alma Lavada“, que exaltou a história das Ganhadeiras de Itapuã.

E em 2024, a escola se superou mais uma vez, consagrando-se tricampeã do Grupo Especial com o enredo “Arroboboi, Dangbé“, em um desfile grandioso que contou a história do culto ao vodum serpente, que no Brasil se estabelece através da instalação de terreiros na Bahia.

Um Legado de Tradição e Inovação:

Com um legado de tradição e inovação, a Viradouro segue escrevendo sua história com tinta dourada no carnaval carioca, encantando o público com grandes desfiles.

Para além de suas conquistas no Rio de Janeiro, a Unidos do Viradouro é um símbolo da cultura e da identidade de Niterói. A escola é motivo de orgulho para a cidade e contribui para fortalecer a identidade niteroiense, levando o nome da cidade para o mundo através do carnaval.

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp