SP – Estrela do 3º Milênio homenageia mulheres em pavilhão e outras sambistas

Em 2022, o segundo pavilhão da Estrela do Terceiro Milênio vai carregar a história de várias mulheres do samba e do Carnaval. Tradicionalmente ostentado pelo segundo casal de mestre-sala e porta-bandeira, o elemento costuma estampar o enredo do ano. Mas, para este desfile, a agremiação decidiu inscrever os nomes de componentes e integrantes, além de outras mulheres sambistas homenageadas pelo tema “O Abre Alas que Elas Vão Passar”.

Mulheres como a vice-presidente, as diretoras, chefes de ala, cantoras,  porta-bandeiras, harmonias, passistas, baianas, ritmistas, costureiras, aderecistas e outras que ocupam cargos de liderança em outros departamentos têm seus nomes estampados no pavilhão conduzido por Ana Lígia.

“É uma explosão de emoção. Quando estou dançando, penso em todas as porta-bandeiras que estão aqui e, claro, em todas essas histórias de superação. Isso me inspira todos os dias”

Diz a segunda porta-bandeira da agremiação.

Autor do enredo da Estrela do Terceiro Milênio, o carnavalesco Murilo Lobo se preocupou em não deixar ninguém de fora da homenagem: “Para que todas as mulheres sambistas se sentissem prestigiadas por esse belíssimo enredo, coloquei os nomes que entrariam na nova arte no plural. Assim, em vez de repetir muitas vezes as que são homônimas, os nomes com “S” no final já dizem tudo, assim todas as “Marias”, “Betes”, “Vilmas”, “Roses” da nossa escola e do carnaval podem se sentir representadas”.

Ô Abre Alas que Elas Vão Passar” é uma homenagem da Estrela do Terceiro Milênio para as mulheres cuja força ergueu o samba e o Carnaval ao longo da história e na contemporaneidade. Na disputa pelo título de campeã do grupo de Acesso, a agremiação é a 5ª a passar pelo sambódromo do Anhembi no dia 21 de abril, quinta-feira e feriado de Tiradentes.

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp